Três países africanos testarão a primeira vacina contra a malária

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Três países africanos foram escolhidos para testar a primeira vacina contra a malária, segundo anunciou a Organização Mundial de Saúde (OMS) nesta segunda feira. Gana, Quênia e Malawi começarão os testes com a vacina injetada no próximo ano em centenas de milhares de crianças que estão sob risco de morte.

A vacina, que tem eficiência parcial, tem o potencial de salvar dezenas de milhares de vidas se utilizada conforme previsto, disse o diretor regional para a África, Dr. Matshidiso Moeti. O desafio agora é descobrir se os países pobres serão capazes de provir as quatro doses necessárias da vacina para cada criança.


A Malária ainda é um dos maiores desafios da área da saúde no mundo, infectando mais de 200 milhões de pessoas todos os anos e matando mais de meio milhão, a maioria, crianças na África. Mosqueteiros e inseticidas são a principal proteção existente.

A África subsaariana é o local mais afetado pela doença atualmente, sendo o local onde ocorreram 90% dos casos mundiais. Os esforços mundiais contra a malária diminuíram em 62% os casos de morte entre 2000 e 2015, segundo a OMS.

Pelo menos 120000 crianças em cada país receberão a vacina, que levou décadas e dezenas de milhões de dólares para ser desenvolvida. Desse modo, a OMS espera que a malária seja erradicada até 2040.

A vacina foi desenvolvida pela companhia farmacêutica GlaxoSmithKline, e os US$49 milhões da primeira fase do projeto foram levantados pela Aliança Global de Vacinas (em inglês, GAVI), UNITAID e o Fundo Global de Luta contra Aids, Tuberculose e Malária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que quiser, converse!!! Curta nossa página no facebook e receba os melhores posts na sua timeline!